logo

Somos uma empresa criada por profissionais com muita experiência no ramo de turismo e viagens, principalmente quando estamos falando do tão sonhado Disney World.

Se você quer realizar o seu sonho, você está no lugar certo!

Entre em contato conosco.

contato@meusonhomagico.com
+55(11)4472-5432

(11) 4990 7500      (11) 99970 1313

Especialistas em Grupos Disney

Segunda a sexta das 09h00 às 18h00             

 

10 Curiosidades e Segredos do Parque Magic kingdom

10 Curiosidades e Segredos do Parque Magic kingdom 5

10 Curiosidades e Segredos do Parque Magic kingdom

Olá, Sonhadores! Hoje iremos conhecer segredos e curiosidades do parque mais especial de Orlando, o Magic Kingdom.

10 Curiosidades e Segredos do Parque Magic kingdom 7


VEJA A HISTÓRIA DESSE PARQUE –

Curiosidades:

1- O Magic kingdom é, na verdade, um prédio de 6 andares, onde o sexto andar é o parque e os andares abaixo são usados para despacho de lixo, movimentação de cenário, figurino e até personagens;

2- Para chegar ao parque é preciso pegar um trem (Monorail) ou um barco (boat);

3- O parque completará 50 anos em 2021, e quem viu nosso post anterior, sabe que o castelo da Cinderela, que é o símbolo desse parque, será todo reformado;

4- Quando o Magic Kingdom foi aberto, em 1971, o ingresso de um dia para adultos custava US$3,50;

5- Na torre mais alta do castelo da Cinderela, há um quarto de hotel todo temático do filme (a própria rainha da Inglaterra ficou hospedada lá!);

6- Durante a noite, o parque é todo repintado, pois, como dizia Walt Disney, todo dia é a primeira vez de alguém, e deve ser especial;

7- O castelo é todo construído com fibra de vidro, então ele não possui nenhum tijolo;

8- Os funcionários que trabalham como princesas, precisam ter a mesma altura, nacionalidade e aparência de sua princesa escolhida.

9- O castelo do Magic Kingdom é 30 metros maior do que o castelo da Disneyland, na Califórnia;

10- Os jardins da Haunted Mansion, na Liberty Square, é o único jardim do parque que não é cuidado, para simular um jardim abandonado.

 

Por Jp Almeier